Eu não preciso de muita coisa. Para ser sincera, ultimamente só preciso de um abraço bem forte, daqueles que protege, que te faz sentir segura.
Fernanda Gomes. (via subtraido)

(Fonte: inverbos)

I’m getting bad again but I’m too tired to care.
O medo não é uma boa desculpa. O medo é a desculpa que todo mundo sempre dá.
Quem é você, Alasca?  (via aprendizdepoeta)

(Fonte: romeuemcrise)

Substitua pessoas que já te substituíram.
Desconhecido.  (via auroriar)

fixness:

“Porque, pra viver de verdade, a gente tem que quebrar a cara. Tem que tentar e não conseguir. Achar que vai dar e ver que não deu. Querer muito e não alcançar. Ter e perder. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e dizer uma coisa terrível, mas que tem que ser dita. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e ouvir uma coisa terrível, que tem que ser ouvida. A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, ai, dói demais. Mas passa. Está vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto agulha? Você ainda vai olhá-la no fundo dos olhos e rir da cara dela. Juro que estou falando a verdade. Eu não minto. Vai passar.”
Caio Fernando Abreu.

(Fonte: decifro)

poetas-suicidas:

“Queria que algum canto do mundo me acolhesse. E me abraçasse e dissesse que tudo bem, tudo bem de vez em quando eu perder assim o equilíbrio. Eu queria que existisse um canto do mundo que apenas me deixasse ficar quietinho e quente quando o resto do mundo resolvesse me magoar.”
Tati Bernardi.   (via indague)

(Fonte: to-mysurprise)

Não precisa ter assunto, só fale comigo.

(Fonte: refletiva)